O dado é divulgado através de um mapa da Instituição Ilga (Foto Ilustrativa)
O dado é divulgado através de um mapa da Instituição Ilga (Foto Ilustrativa)

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter decidido na última quinta-feira (13), que o crime de LGBTfobia vai ser equiparado ao de racismo, o Brasil passou a ser o país mais populoso a ter leis que protejam pessoas LGBTs. Fora isso, o Brasil é o 43º país a transformar a LGBTfobia em crime. Veja o mapa.

De acordo com a Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (Ilga), entidade que luta a favor dos direitos civis da comunidade LGBTQ+, países populosos como China, Índia e Indonésia, não têm uma legislação tão elaborada como a nossa.

Apesar de ser mais desenvolvido, o Estados Unidos entra na lista de proteção à LGBTs, mas apenas quando diz respeito a trabalho, em outras questões o país ainda é deficiente. Já o Brasil está na lista como ‘proteção global’.


Antes mesmo da decisão do STF o Brasil já aparecia em uma boa posição. Isso porque alguns estados brasileiros já contavam com leis anti-descriminatórias. A exemplo disso temos os estados da Bahia, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.