Ex-jogador Ronaldo Fenômeno (Divulgação)
Ex-jogador Ronaldo Fenômeno (Divulgação)

Em uma entrevista ao jornal inglês Financial Times, o ex-jogador Ronaldo Fenômeno criticou a militância seletiva para minorias e relembrou a época onde tinha sobrepeso, e ninguém o defendia.

“Existem mobilizações para muitas coisas. Se você é negro, se é gay… Não me lembro de ninguém que me defendia quando me chamavam de gordo. Não me importo”, disse Ronaldo.

Pai de 4 filhos, Ronaldo confessou em outro momento que pretende ter mais filhos, mesmo já tendo feito a cirurgia de vasectomia. “Congelei esperma suficiente para formar uma equipe de futebol, se a minha mulher assim o quiser”, concluiu.


O assunto gordofobia anda muito em pauta nos últimos tempos. Por exemplo, o ator global, Léo Bahia, que no início do ano fez um desabafo no Instagram falando como é ser gordo.

“Em 2019 eu desejo pra mim e pra vocês que cada um se ame exatamente como é. E que todos nós amemos uns aos outros exatamente como somos porque todos nós viemos do mesmo lugar e pro mesmo lugar voltaremos. Empatia. Gordofobia não é piada.”, escreveu.