ACM Neto
ACM Neto (Foto: reprodução)

Já não é mais segredo para ninguém a decisão do STF, ocorrida no dia 23, que versou sobre a equiparação da homofobia ao crime de racismo. O julgamento ainda não foi findado, mas 6 dos 11 ministros já expuseram seus votos. Dessa maneira, o prefeito de Salvador ACM Neto defendeu a medida.

“Assim como o Brasil avançou muito quando criminalizou o racismo, não podemos conviver a essa altura do campeonato com preconceito e discriminação. A opção e preferência sexual de cada um tem a ver com sua vida. Tem a ver com suas escolhas. Tem a ver com sua condição de ser humano. Não é razoável que uma pessoa, por fazer a opção de viver com alguém do mesmo sexo, seja agredida, ofendida”, afirmou o democrata.

Apesar de muito gente ser contra, Neto asseverou que a medida foi propícia, pois é inviável viver com qualquer tipo de “discriminação e preconceito”. Desse modo, também enfatizou o cuidado e minúcia que o judiciário deve ter ao analisar os casos.


“Eu apoio a decisão do Supremo Tribunal Federal mesmo sabendo que vai dar muita polêmica, porque tem muita gente no meu partido que pensa diferente de mim. E eu já deixo isso registrado”, pontuou.