968 suspeitos foram presos na operação Cornos (Foto Ilustrativa)
968 suspeitos foram presos na operação Cornos (Foto Ilustrativa)

Uma grande operação Polícia Civil realizada em 23 estados brasileiros prendeu cerca de 968 suspeitos de cometer homicídio ou feminicídio nesta terça-feira (28).

Denominada Cronos, a segunda fase da operação realizou 912 detenções – incluindo 31 apreensões de menores – por suspeita de homicídio, e 56 por feminicídio. O estado com maior número de detenções foi o Rio de Janeiro, com 150.

Entre um das prisões ocorridas no Rio de Janeiro, foi a de Manuel Avelino de Sousa Junior, conhecido como “Peida Voa”, ele é um dos suspeitos de participar da morte da estudante Matheusa. Em 2018 o caso de desaparecimento da estudante chocou e movimentou toda a comunidade LGBT brasileira.


Em depoimento a polícia, Manuel Avelino, que também é conhecido como “Cão Açougueiro”, disse que, após matar a jovem, recebeu a ordem do gerente do tráfico para sumir com o corpo.

A primeira fase da Cronos aconteceu em agosto de 2018, quando a polícia deteve 2.968 pessoas acusadas de homicídio, feminicídio e violência doméstica, entre outros crimes.