Os contratos foram suspensos em cerca de 11 países (FOTO: Independent)
Os contratos foram suspensos em cerca de 11 países (FOTO: Independent)

A Transport for London (TFL), órgão responsável pelo sistema de transporte da Grande Londres, suspendeu os contratos milionários de publicidade com empresas de 11 países onde LGBTs não são respeitados.

De acordo com o jornal Evening Standard, a quebra dos contratos começou desde o dia 2 e ocorreu principalmente em países como Irã, Nigéria, Arábia Saudita, Somália, Sudão e Iêmen, onde o sexo gay é motivo de pena de morte.

No mês passado, a empresa suspendeu a publicidade de Brunei, país que introduziu a pena de morte para homossexuais em seu conjunto de normas. Inclusive, nesta semana o sultão do país voltou atrás sobre a ideia e suspendeu a lei.


Outros países a receber o corte de publicidades são: o Paquistão, o Catar, os Emirados Árabes Unidos, a Mauritânia e o Afeganistão. Esses países são conhecidos por aderirem a lei islâmica da Sharia, onde a relação homoafetiva é considerada um crime.