Jogador Antoine Griezmann (Reprodução/Youtube)
Jogador Antoine Griezmann (Reprodução/Youtube)

Capa da revista “Têtu Magazine”, principal publicação da França voltada para o público LGBTQ+, o jogador Antoine Griezmann, deu fortes declarações em defesa da luta contra a homofobia no futebol.

“Agora já chega. A homofobia não é uma opinião, é um crime. E, agora, se um jogador disser palavras homofóbicas no campo de jogo, acho que eu pararia a partida. Isso precisa mudar”, disse o ex-atacante do Atlético de Madrid, que é casado e pai de dois filhos.

Ainda muito tabu, ultimamente a homofobia tem se tornado um tema bastante frequente nas mesas de debate sobre futebol. A partir disso, muitos clubes têm utilizado de artifícios para inserir isso em suas torcidas.


Na semana passada, em comemoração ao Dia Internacional em Combate a LGBTfobia, clubes brasileiros entraram em uma corrente fazendo diversos tipos de publicação em apoio a causa LGBTQ+.