O evento começa nesta sexta (17) e termina no sábado (18) (Divulgação)
O evento começa nesta sexta (17) e termina no sábado (18) (Divulgação)

Representantes de grandes empresas estarão reunidos em Curitiba, amanhã (17) e sábado (18), com o objetivo de conectar diferentes setores da sociedade e articular ações de impacto no mercado de trabalho para a comunidade LGBTI+.

Promovido pelo Grupo Dignidade, com o patrocínio da Philip Morris Brasil, o Seminário de Empresas: Networking, Diversidade e Inovação, contará com um time de palestrantes com atuação em diversas áreas e grande experiência em impacto social e diversidade de gênero dentro do universo corporativo.

A abertura do evento, em 17 de maio, coincide com o Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia, que celebra a diversidade e as ações contra todos os preconceitos.


A programação inclui a apresentação de cases e reflexões sobre o quanto é fundamental e positivo o respeito aos direitos, à igualdade de oportunidades, ao tratamento justo, além da promoção de um ambiente de trabalho inclusivo e saudável para a comunidade LGBTI+. Participam representantes de empresas como, SAP, ExxonMobil, Salesforce, Ben Jerry´s e 99app, bem como, consultores, professores, empreendedores e entidades.

“A iniciativa do seminário foi movida pela vontade de ampliar a discussão da inclusão LGBTI+ para além do eixo Rio-São. Queremos que Curitiba abrace a causa e se torne mais inclusiva. A promoção da cultura inclusiva oferece um ganho exponencial às empresas, pois profissionais confortáveis no ambiente de trabalho produzem mais e contribuem com suas ideias e criatividade. A diversidade é fundamental às organizações que desejam ser inovadoras”, destaca Ananda Puchta, coordenadora de Organismos Internacionais e Engajamento Corporativo do Grupo Dignidade.

Criado em 1992, o Grupo Dignidade é pioneiro no Estado do Paraná, na promoção da cidadania LGBTI+. A instituição, que é comandada por um casal de homens gays, atua pelo respeito à livre orientação sexual, identidade e expressão de gênero, assim como pelos direitos humanos desta população.