Professor Mr.Ratburns e noivo (Reprodução)
Professor Mr.Ratburns e noivo (Reprodução)

Após chamar atenção pelo ponto de vista desconstruído, a série infantil Arthur teve o episódio de casamento gay censurado nesta semana, no estado do Alabama, nos Estados Unidos. Com a repercussão nas redes sociais, a TV Pública do estado se recusou a transmitir o episódio do casamento gay e optou por repetir um anterior. Além disso, a rede de televisão cancelou toda a divulgação episódio pró-diversidade.

Em entrevista ao site Al.com, Alabama Public Television disse que os pais das crianças confiam na rede há mais de 50 anos, para transmitir entretenimento que eduquem e inspirem.

“O mais importante de tudo é que, embora encorajemos fortemente os pais a assistir televisão com seus filhos e falar sobre o que aprenderam depois, eles também confiam a nós a responsabilidade que seus filhos podem assistir ao APT sem a supervisão deles. Também sabemos que as crianças, que são menores que o público-alvo de Arthur, também assistem ao programa”, argumentou.


Nas rede sociais a censura do episódio não fui muito bem aceita. Muitos internautas protestaram contra a decisão da APT e citaram o quanto o estado do Alabama é preconceituoso e conservador.

“O ano é 2019 e Arthur está lutando contra instituições publicadas do estado de Alabama pelos direitos LGBT”, disse uma. “Primeiro, eles tornam as mulheres cidadãs de segunda classe e depois censuram a liberdade de expressão. Lamentável. Não tenho palavras”, escreveu outra.