Ginasta Diego Hypólito (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Ginasta Diego Hypólito (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Após falar pela primeira vez sobre sua homossexualidade, o ginasta olímpico, Diego Hypólito, confessou que já pensou em cometer suicídio em alguns momentos de sua vida. O relato foi dado em uma entrevista à revista Quem.

“Foram remédios e janela também, de tentar pular”, contou. “Isso são coisas muito pesadas, eu sei. Mas são coisas que muitas pessoas passam e depois não sabem como lidar com isso”, completou.

Durante a entrevista, Diego afirmou que algumas situações que aconteceram em sua vida contribuíram para que ele passasse por um momento depressivo, como sua demissão do Flamengo, duas quedas durante as olimpíadas, ter que morar sozinho em São Paulo e o término de um namoro.


“Eu me sentia muito feio e quando [o namoro] terminou, achei que nunca mais ia conseguir ninguém porque era feio demais”, contou.

Em outro momento o esportista afirmou que em 2014 chegou a procurar ajuda profissional e, por conta disso, acabou sendo internado por alguns meses daquele ano. Após sua saída da clínica, Diego retornou à ginástica e acabou virando medalhista mundial.

“Eu não tinha muita noção das coisas que estava fazendo na época, estava muito perdido. E é engraçado que pouco tempo depois fui medalhista mundial e minha vida teve uma reviravolta depois disso”, disse.