Gregório Duvivier interpreta Judas (Reprodução/Youtube)
Gregório Duvivier interpreta Judas (Reprodução/Youtube)

Uma deputada pernambucana moveu uma ação judicial contra o Porta dos Fundos, após o canal de humor publicar um vídeo onde acontece um beijo gay entre Judas e Jesus. O vídeo é uma sátira à traição de Judas a Jesus, que foi simbolizado através de um beijo.

De acordo com a deputada Clarissa Tércio (PSC), que é apoiadora de do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o humorístico cometeu crime de escarnecimento da fé cristã, que é previsto no artigo 208 do Código Penal.

“Considero o vídeo como uma falta de respeito pela imagem satírica do meu Senhor”, declarou a deputada, que ainda solicitou a instauração de um inquérito policial para apurar o caso.


“Parece que eles têm prazer em ridicularizar a nossa fé, trazendo fatos ocorridos na Bíblia em uma versão completamente incoerente e constrangedora. As pessoas precisam respeitar a nossa fé”, destacou.