Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: divulgação)

Os vereadores de Blumenau decidiram acatar o veto do prefeito da cidade Mário Hildebrandt e arquivaram o Projeto de Lei que instituía o Dia do Orgulho LGBT e a parada da Diversidade. As informações são do G1.

Segundo a câmara dos vereadores, seis parlamentares se mostraram favoráveis à medida contra apenas quatro contrários. Além disso, duas abstenções também foram registadas durante a votação, nesta terça-feira (16).

O PL em pauta é o texto de autoria de Lenilson Silva (PT), que foi vereador suplente em 2017. A proposta havia recebido parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça. Já em março deste ano, o documento foi aprovado pela maioria dos vereadores na Câmara, por oito votos a dois.


Caso fosse sancionada, a lei viabilizaria a celebração do Orgulho LGBT, em todo dia 28 de junho. A parada LGBT foi realizada por sete edições no município, a última em 2018. Em 2016, o evento foi retomado depois de 12 anos sem a realização.

O projeto recebeu o veto do prefeito no último dia 10. Os argumentos utilizados como justificativa seria que o evento “é ordinariamente realizado por entidades particulares”, para ser realizado pelo município.