Visibilidade Trans
Visibilidade Trans (Foto: reprodução)

Uma mulher trans, de 31 anos, identificada como Júlia, foi agredida por três homens em Paris. O caso ocorreu quando ela subia uma escadaria em direção à estação central do metrô, na praça La République. No momento do fato havia um protesto contra o ex-presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, que renunciou na terça-feira (02).

Um filmagem amadora documentou todo o ato. Nela, a vítima é impedida de passar pela escada e sendo provocada em árabe. Em outro momento, ela chega a ter o cabelo puxado por um dos agressores.

“Você é homem! Você não vai a lugar algum!”, diziam os manifestantes transfóbicos. Felizmente, a mulher teve ajuda de uma garota que participava da manifestação, que a se defender dos socos e pontapés. Porém, as agressões só cessaram com a intervenção de agentes de segurança do metrô.


O vídeo que foi rapidamente divulgado não só na França, gerou grande indignação. O acontecimento chegou até a ser comentado pela prefeita de Paris, Anne Hidalgo e a secretária de Estado encarregada da Igualdade entre as Mulheres e Homens e da luta contras as discriminações, Marlène Schiappa, classificou o ato como “inadmissível”.