A cantora Taylor Swift
A cantora Taylor Swift (Foto: Divulgação)

Taylor Swift demonstrou mais uma vez que estar engajada na luta pelos direitos LGBTQ+. Ela resolveu doar US$113 mil, que será utilizado no combate a uma série de leis discriminatórias, que estão em tramite no poder legislativo em seu estado natal, o Tennessee (EUA).

A quantia foi doada diretamente ao Tennesse Equality Project (TEP), uma organização que luta pelos direitos LGBTQ+ no estado. A organização é conhecida pelo seu forte posicionamento a favor da comunidade LGBTQ+. Dentre eles, o lobby feito contra um referendo estadual que tinha por objetivo proibir o casamento gay.

A cantora mandou uma carta para Chis Sanders, presidente da TEP e confessou. “Eu estou escrevendo para dizer o quanto admiro o seu trabalho”, disse ela. “Especialmente ao organizar líderes de várias religiões contra as leis odiosas que estão na legislatura do nosso estado neste momento”.


Duas das leis que estão tentando ser bloqueados, a primeira que permite que agências de adoção possam recusar casais gays. Serviços privados se recusem a atender casais ou indivíduos LGBTQ+, que usam a religião como justificava também estão são alvos da organização. O grupo lançou uma petição buscando 1.000 assinaturas, contra a aprovação de vários projetos de lei discriminatórios.