O modelo Tales Cotta
O modelo Tales Cotta, que morreu durante um desfile na São Paulo Fashion Week era defensor dos direitos LGBT+ (Foto: Divulgação)

Tales Cotta, modelo e defensor dos direitos LGBT+, morreu depois de sofrer um mal súbito na passarela. O caso ocorreu durante um desfile na São Paulo Fashion Week, no sábado (27).

O jovem de 26 anos desmaiou enquanto apresentava roupas para a grife Oksa no domingo, 27 de abril. Ele foi atendido por uma equipe médica na passarela antes de ser levado ao hospital, onde foi declarado morto.

A causa da morte de Soares ainda é desconhecida, mas médicos supostamente suspeitam que ele “pode ​​ter tido um problema congênito”.Os organizadores da Semana de Moda de São Paulo confirmaram as notícia no Twitter.


Em seus perfis nas redes sociais, Tales costumava falar sobre os direitos LGBT +. Em junho de 2018, ele compartilhou uma imagem na qual aparece com a bandeira do arco-íris e a palavra “orgulhe-se”.

Tales Cotta
O modelo Tales Cotta, que morreu durante um desfile na São Paulo Fashion Week era defensor dos direitos LGBT+ (Foto: Divulgação)