Visibilidade Trans
Visibilidade Trans (Foto: reprodução)

Um homem, cuja a identidade não foi revelada, confessou ter assassinado uma travesti à Polícia do Mato Grosso. Ele foi preso na última quarta-feira (17), em Sapezal, a 473km da capital Cuiabá. As informações são do G1.

O crime aconteceu em um bar na último dia 11, após uma discussão. Testemunhas relataram que o suspeito chegou a sair do local, voltando com uma faca. Ele desferiu golpes no pescoço e no braço da travesti.

A vítima, conhecida como Juju, tentou ainda se esconder dentro do bar foi alcançada pelo assassino confesso, que conclui a ação com mais uma facada. Após o ato, o homem fugiu, mas acabou sendo localizado e preso, após a Justiça emitir um mandado de prisão.


Ao depor na delegacia local, o suspeito confessou o crime, e ainda relatou a sua indignação, ao sentar na mesa do bar, e perceber pela a voz da vítima, que a mesma era uma travesti.

O desentendimento teria ocorrido depois que a travesti pegou o celular do autor do crime. O delegado responsável pelo caso, Valmon Pereira da Silva, relatou que o fato teve grande repercussão na cidade, por supostamente ser motivado por transfobia.

Isso porque, a polícia recebeu informações que o suspeito já pretendia matar a travesti. Testemunhas afirmam ter alertado a vítima que o suspeito planejava a sua morte, mas ela não teria acreditado.

O homem foi encaminhado para a cadeia pública de Campos Novos dos Parecis, e deverá responder a homicídio qualificado. A polícia do Mato Grosso também identificou um mandado de prisão expedido pela Justiça do Maranhão, contra o suspeito. Ele teria cometido um estupro em 2009, o caso será verificado a validade da ordem judicial junto à comarca de origem, para uma possível transferência do preso para o outro estado.