Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: divulgação)

Marciej Gosniowski, um polonês de uma pequena cidade no sul da Polônia, sempre acreditou que havia algo de errado nele.Educado sob forte valores de uma família religiosa, ele sempre escutou conselhos de parentes e até de professores, que o aconselhavam a mudar o seu comportamento.

“Seria melhor se eu me comportasse mais como um menino. Isso tornaria minha vida
mais fácil”,
relatou o rapaz. As informações são do jornal O Globo.

Gosniowski afirma que não quer outros jovens passem pelo o que ele passou, por isso ficou feliz com a declaração do prefeito de Varsóvia, no qual prometeu promover a tolerância.


Infelizmente, a fala do prefeito teve reações contrárias, como a do Partido Governista da Polônia, Lei e Justiça. O partido aproveitou o momento para declarar ataque aos direitos dos homossexuais. Em sua campanha para as eleições da União Européia

ia, como também para as eleições nacionais polonesas em maio desse ano.

O partido de direita, possui ideia nacionalista e extremistas, e já lançou campanha
também contra imigrantes. Porém o alvo do partido agora são os gays, infelizmente
essa onda nacionalista e extremista, vem sendo uma tendência crescente em diversos países da Europa Oriental e Central.