Polícia da Virgínia, nos EUA, prende homem que filmava e depois vendia vídeos de homens nus em spa
Kawane Anderson foi preso acusado de filmar homens nus em spa (Foto: Divulgação)

A polícia da Virgínia prendeu um homem, em Fairfax Country, acusado de  filmar homens nus em um spa. Após isso, ele vendia os vídeos nas redes sociais.

Kwame Anderson, de 28 anos, fez cerca de 152 registros de 81 homens em Centerville, Virginia. A prática durou o período de cinco anos, de 2014 para cá. As informações são do site Queerty.

Anderson ainda recebeu três acusações por crime de filmagem ilegal de um menor. Além disso, uma contagem de contravenção de divulgação ilegal dos vídeos e uma contagem de contravenção de filmagem ilegal de um adulto. Ele também está sendo mantido sem vínculo.


“Este caso é outro exemplo e circunstância aqui no condado de Fairfax, onde estamos lidando com vídeo inapropriado, inaceitável e ilegal, ocorrendo em um espaço que deveria ser privado”, disse Ed O’Carroll, comandante do Departamento de Crimes da Polícia de Fairfax. .

A investigação começou depois que a polícia recebeu uma queixa do Spa. Uma das vítimas se reconheceu em um dos vídeos ilícitos para venda nas redes sociais. Ele imediatamente notificou o local, que por sua vez chamou a polícia.

Vídeos adicionais de pelo menos 84 outros homens não tomados no Spa World, também foram encontrados pela investigação. Os policiais procuram identificar os locais e vítimas. A investigação continua em andamento.