A atriz Monica Iozzi
A atriz Monica Iozzi (Foto: Divulgação)

Monica Iozzi protestou contra a decisão do presidente Jair Bolsonaro que ordenou a retirada da circulação de uma filme publicitário do Banco do Brasil que apostava na diversidade para atrair o público jovem a abrirem uma conta corrente através do aplicativo.

No Instagram, a atriz publicou o vídeo da campanha censurada e mandou um recado ao chefe de estado. “Este é o filme do Banco do Brasil censurado por Bolsonaro. Logo após Jair reclamar do vídeo com o presidente do BB, o diretor de Comunicação e Marketing do banco foi demitido.”, escreveu na legenda do post.

“Jair se incomodou com o “excesso de diversidade” da peça. Jair, vá lá se tratar… É sério, cara…. Você tá piorando. Sério!”, disparou ela que recebeu o apoio dos seus seguidores.


A peça trazia atores negros e brancos e fazia referência a diversidade racial e sexual. A diretoria do BB confirmou a retirada do filme que era transmitido na TV e internet, através de nota emitida pela assessoria de imprensa em nome do presidente do BB, Rubem Novaes. O Instituto Ethos, no qual o BB é associado, cobrou explicações ao banco estatal sobre os motivos para o veto.