Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: divulgação)

Minesota deve se tornar o próximo estado, dos EUA, a proibir as terapias de reversão sexual, a chamada “cura gay”. Na última quarta-feira (25), a Casa liderada por democratas votaram a favor na emenda da lei de saúde e serviços humanos. A medida torna ilegal “qualquer prática que busque mudar a orientação sexual ou identidade de gênero”, por profissionais de saúde mental.

O mesmo vale para qualquer “esforço para mudar comportamentos ou expressões de gênero ou para eliminar ou reduzir atrações ou sentimentos sexuais ou românticos em relação a indivíduos do mesmo sexo”. As autoridades asseguram que isso não impedirá que aqueles que estão sofrendo a afirmação de gênero busquem aconselhamento.

A nova legislação, entretanto, cobre apenas os tratamentos do gênero, àqueles que são menores de idade. A nova ordem, então, não contempla os maiores de 18 anos, que continua em vigor. As informações são do Pink News.


Caso a decisão seja sancionada pelo governo local, Minesota se tornará o 17º estado dos EUA a proibir a prática. Nova Jersey e Califórnia aprovaram a legislação contra a “cura gay” em 2013. Anos depois, foi a vez de Oregon, Illinois, Novo México e Connecticut seguirem o exemplo.

Nos últimos 12 meses, Washington, Havaí, Delaware, Maryland, Nova Hampshire, Nova York e Massachusetts aprovaram leis banindo-as em seus territórios. No entanto, com exceção de Nova York, todas as proibições limitam-se a impedir que pessoas menores de 18 anos sejam submetidas à polêmica pseudociência.