LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução/Internet)

Um casal de mulheres afirma ter sido agredida verbal e fisicamente por uma vizinha, em Jaboatão do Guararapes, no Pernambuco. A cuidadora de idosos Aliny Lima e a cabeleireira Daiana Silva afirmam ter sofrido um episódio de espancamento. As informações são do OP9.

O caso, que teve a participação ainda de mais outras cinco pessoas, e aconteceu no último domingo (14). Aliny ainda está com diversos hematomas e arranhões por diversas partes do seu corpo. “Eu estava em casa alimentando duas crianças. Ela saiu e quando voltou já chegou empurrando uma das crianças e me agredindo com palavras. Dizendo que, quando o marido dela chegasse, eu ia ver.Foi quando Daiana chegou e perguntou o que tinha acontecido. Ela pegou uma pedra e apontou na direção de Daiana. Eu tomei à frente, e ela me segurou. Me arrastou pelos cabelos e chamou outras pessoas. Dois homens e três mulheres me seguraram, e ela começou a me bater”, relatou.

Segundo a vítima, ela e a sua companheira são alvos de homofobia desde que se mudaram para a rua. Após fato, ela foi procurar a Polícia, se encaminhando ao 6º Batalhão da Polícia Militar. Porém não obteve nenhuma ajuda, sobre o pretexto de não haver policial disponível.


A Polícia informa que o caso foi registrado na Delegacia de Prazeres, por Sheila Alves. A vizinha denunciou o casal Aliny e Daiana por lesão corporal e afirma ter sido ameaçada e agredida pelo casal enquanto seguia para a igreja.