Jean e Haddad
Jean e Haddad (Ascom/Divulgação)

Jean que, recentemente concedeu uma entrevista ao conversa com Bial, saiu em defesa de Haddad no twitter.
Tudo começou quando o petista ressuscitou um tuíte antigo do presidente Jair Bolsonaro. Nele, o então deputado federal chamava o Bolsa Família, de Bolsa Farelo. Assim questionando se o 13º salário do programa social, recém anunciado pelo atual chefe de estado, não seria apenas uma forma de aumentar a popularidade  do presidente no Nordeste.
Neste momento, Haddad respondeu com a pergunta: “Priminho tá bem?”.

Esta indagação foi encarada por muitos como homofóbica. Já que, supostamente, Haddad estaria atrelando o fato de ser gay a algo digno de ser escarnecido e usado contra Carlos. Todavia, muita gente saiu em defesa de Haddad. Contudo, as argumentações apontaram à hipocrisia descomunal da família Bolsonaro e, os defensores ávidos do tradicionalismo, que fazem o oposto do que pregam. Haddad só estaria pontuando isto.

Quem não ficou de fora da discussão foi Jean.
“Ninguém me chame a usar a causa LGBT pra atacar Haddad só porque este se referiu a um hipócrita homofóbico nos termos em que deveria se referir. Go, Haddad! Homofóbico é quem está no armário, goza no armário e ataca o orgulho LGBT desde o armário”!


“Atacar Haddad por ter sido irônico com um homofóbico hipócrita que vive de depreciar a comunidade LGBT orgulhosa de si é falta de estratégia por parte da esquerda, e hipocrisia por parte da extrema-direita”.