O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em um discurso na inauguração de uma ouvidoria do governo federal, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (5) que “não nasceu para ser presidente” e que o cargo é “só problemas”.

Para muitos ele não disse nenhuma novidade, de fato as críticas que o acometem são bem incisivas. Contudo, a presidência é um cargo que exige ética, prudência, planejamento e respeito ao ordenamento, sobretudo em um país plural como Brasil.

“Desculpem as caneladas, não nasci para ser presidente, nasci para ser militar, mas no momento estou nessa condição de presidente e junto com vocês nós podemos mudar o destino do Brasil”, disse.


Em outros trecho, Bolsonaro afirmou que não tem ambição, mas que tem obrigação de mudar o Brasil.

“Não me sobe à cabeça o fato de ser presidente. Eu me pergunto, eu olho para Deus e falo: o que eu fiz para merecer isso? É só problema, mas temos como ir em frente, temos como mudar o Brasil”, afirmou.

Bolsonaro também causou recentemente, após qualificar nazismo como um regime totalitário de esquerda, e por determinar comemorações ao período de 1964-1985. As duas atitudes supracitadas, denotaram, segundo especialistas, ignorância histórica.