Bandeira trans
Bandeira trans (Foto: Reprodução)

Uma travesti foi assaltada e agredida com uma barra de ferro, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na madrugada da sexta-feira (08). O autor do crime seria um homem, de 27 anos, que foi preso em flagrante e confessou o crime.

Segundo o G1, ele contou que tomou a atitude porque ela deu um tapa no rosto dele e que se desfez do telefone roubado porque poderia ser rastreado. O Boletim de Ocorrência (B.O.) relata que a vítima se aproximou pelo criminoso após ser chamada pelo nome. Ao se aproximar, o suspeito puxou a bolsa dela.

LEIA MAIS:


Assessora de Marielle Franco quebra o silêncio e comenta atentado que matou vereadora

Youtuber gay acusa policiais militares de cometerem ataque homofóbico durante Bloco com Claudia Leitte em SP

Neste momento, a travesti reagiu segurando o objeto e foi quando o homem bateu nela e fugiu levando o objeto. A vítima ficou com ferimentos no braço esquerdo com suspeita de fratura no antebraço, além de diversas marcas nas costas e seios. Há a suspeita que a prótese mamária esquerda dela teria estourado na confusão.

A travesti comentou aos policiais sobre as características do suspeito, que foi encontrado próximo ao local do crime. A bolsa e a barra de ferro também foram recuperadas próximo dele. O caso foi registrado como furto.