A cineasta Tanwarin Sukkhapisit torna-se primeira mulher trans a ser eleita no parlamento da Tailândia
A cineasta Tanwarin Sukkhapisit torna-se primeira mulher trans a ser eleita no parlamento da Tailândia (Foto: Reprodução/Google+)

A Tailândia elegeu a cineasta trans Tanwarin Sukkhapisit para ser membro do parlamento. O país, que marcou recentemente por trazer uma mulher trans competindo na sua versão de RuPaul’s Drag Race, realizou eleições no último dia 24 de março, pela primeira vez, após o golpe militar de 2014. A candidata representa uma força politica existente há apenas 1 ano.

Tanwarin, que se define como bissexual e se identifica como transgênero, agradeceu os votos em seu perfil no Facebook. “Obrigado pela esperança de todos que acreditam que ainda queremos um novo e bom futuro junto. Obrigado por este pequeno coração bissexual.”

O político luta abertamente pela aprovação ao casamento entre pessoas do mesmo sexo em seu país, e se intitula representante da comunidade LGBT+. “Eu quero ser uma pessoa que represente as minorias na Tailândia. Porque para mim – pessoas LGBT – não temos o direito de casarmos em um casamento entre pessoas do mesmo. Legalmente, por lei, não podemos podemos adotar crianças.”, ressaltou ao Bangkok Post.


A cineasta se envolveu em uma batalha legal que chegou a durar cinco anos, para retirar a suspensão de seu filme Insetos. A produção havia sido censurado por indecência moral, tendo que concordar com a retirada de uma cena de nudez. Essa disputa o levou a querer entrar para a politica, a fim de propor mudanças.