A musa trans Priscila Reis no bloco Bafo de Onça, no Rio
A musa trans Priscila Reis no bloco Bafo de Onça, no Rio [Foto: Divulgação]

Primeira musa trans da Acadêmicos do Sossego, Priscila Reis também brilhou como destaque do Bafo de Onça. O bloco percorreu as ruas do centro nesta segunda-feira (04).
O bloco inova ao trazer a modelo mantendo-se fiel a sua raiz de vanguardismo e de estar aberto a todos, indistintamente.
LEIA MAIS:
Fundado em dezembro de 1956, o bloco já levava milhares de pessoas às ruas. Hoje, o Bafo de Onça se reafirma como um patrimônio histórico e cultural, e continua a divertir por sua irreverência.
Priscila diz sentir-se honrada de fazer parte de toda essa história: “é uma grande honra estar aqui e receber o convite para representar este bloco tão relevante e tradicional, que leva alegria todos os anos a tantas pessoas e faz parte da história da cidade e das vidas de muitas pessoas, que encontraram seus ‘amores de carnaval’ aqui. Quem sabe eu não encontro o meu também (risos)”,  declara em tom de brincadeira.