Seungri (Foto: repr

O sucesso alastrou o K-Pop ao ápice da carreira.  Porém a banda volta ao cerne do noticiários, mas devido um motivo bem menos nobre. O primeiro a ocupar as manchetes fatais foi Seungri, de 28 anos, o integrante mais jovem da famosa banda BigBang. Segundo fontes, o garoto estaria envolvido em esquemas de prostituição. Esta notícia chocou a sociedade conservadora do país. Seungri se comportava como cafetão, intermediando o contato entre prostitutas e empresários.

Veja: Cantor country americano sai do armário em seu próprio clipe; assista

Seungri é acusado de ter tentado atrair as prostitutas para seus clientes por meio de um grupo no aplicativo KakaoTalk em 2015. As mensagens que vieram à tona sinalizam Seungri delegando a tarefa a um de seus funcionários.


Segundo  BBBCNEWS, Seungri decidirá se aposentar. “Decidi me aposentar (dos palcos) porque a polêmica tomou grandes proporções”, escreveu ele no Instagram. O garoto que, chegou a explicitar mulheres sem o consentimento delas, revela não sentir remorso do ocorrido: “Gravei mulheres sem o consentimento delas e compartilhei os vídeos em um grupo de bate-papo e, ao fazê-lo, não me senti culpado”. 

Em seu esclarecimento no Instagram, Seungri afirmou: “Enfrentei duras críticas do público no último mês e meio e estou sendo investigado por todas as autoridades do país”. Seungri afirmou também que não  suportaria prejudicar pessoas em prol de uma causa própria.