O músico Wesdley Vasconcellos
O músico Wesdley Vasconcellos (Imagem: Divulgação)

O compositor cearense, Wesdley Vasconcelos, está lançando esta semana o disco Se Amar For Ousadia, nas principais plataformas digitais. A obra é uma compilação de canções que o músico compôs para casais LGBT que anteciparam a oficialização de seus casamentos por receio de perder o direito à união legal em 2019. As músicas foram criadas a partir da história de vida de cada um dos casais.

O disco, em formato EP, tem três canções inspiradas nos fatos e sentimentos contados por casais de Fortaleza-CE. A história dos relacionamentos foi contada nos mínimos detalhes ao compositor, que escreveu as letras totalmente inspiradas na nos casais. As influências musicais dos noivos e noivas também serviram de diretriz criativa.

O músico adaptou ritmos e estilos ao gosto dos nubentes. “Tudo pode virar matéria-prima no processo criativo da composição de uma música inspirada na vida de um casal. Desde o fato mais corriqueiro do dia-a-dia, aquela frase ou segredo que só os dois sabem, como os fatos marcantes de suas trajetórias”, revela Wesdley.


Conheça as faixas

A primeira canção é intitulada Ousadia, tem a participação de Marcelo Di Holanda. A composição foi feita para o Gambit e Alexandre. O casal tem um relacionamento há 4 anos e decidiram se casar em dezembro de 2018. A cerimonialista Mayra Carneiro, ofereceu gratuitamente seus serviços para organizar a festa deles. Wesdley Vasconcelos criou uma música personalizada, a qual serviu de trilha sonora para a “valsa” dos noivos.

A segunda canção tem o nome de Meu Acalanto, tem a voz da cantora Mel Mattos, e foi criada para contar a história de Adriana e Neiliana. O casamento delas também foi realizado em 2018 com a colaboração de diversos profissionais, reunidos pela produtora Luana Cauibe, do espaço cultural Mambembe, localizado na Praia de Iracema, em Fortaleza.

A cerimônia foi realizada no próprio espaço e foi celebrada pelo ator Silvero Pereira. “Houve um movimento muito bonito em Fortaleza, de união de artistas e outros profissionais, que doaram serviços para casais que estavam nessa situação, de terem que celebrar seus casamentos às pressas, com medo da mudança do cenário político no País”, conta o músico. 

O disco é encerrado com a canção “Agridoce”, cantada por Gleucimar Rocha, e foi criada especialmente para o casal Neuza e Raysa. Elas tentaram se casar ainda em 2018, mas alguns problemas na documentação atrasaram a cerimônia para o começo de 2019. O casal foi presenteado com a música após contar sua história nas redes sociais. “No Brasil, os avanços na legitimação dos direitos de ‘minorias’ costumam ser lentos e somente concedidos após muita luta. É triste olhar para o futuro e vislumbrar a perspectiva de retrocesso. Fazer este disco foi uma uma maneira de dar voz a algumas histórias de vida. É uma obra artística e também política”, analisa o compositor.