A vereadora do PSOL Marielle Franco
A vereadora do PSOL Marielle Franco (Foto: Reprodução/Instagram)

Na última quinta-feira (14), Marielle Franco foi homenageada por centenas de pessoas no centro de Buenos Aires. O ato aconteceu no dia em que completou um ano do assassinato da vereadora, no centro do Rio Janeiro.

Com o lema “Florescer por Marielle”, a concentração aconteceu no Obelisco com a iniciativa do coletivo Ni una menos (“Nem uma menos”). O anúncio da homenagem a vereadora destacou sua importância: “Mulher negra, favelada, feminista, lésbica, defensora dos direitos humanos. Marielle personificava a união das lutas em defesa das populações mais vulneráveis”.

LEIA MAIS


Marielle Franco é homenageada em pelo menos 18 murais pelo mundo

Policiais militares são presos suspeitos de participarem do assassinato de Marielle Franco

“Hoje estamos aqui para homenagear Marielle Franco um ano depois de seu assassinato e pedir justiça para os líderes sociais dos direitos humanos que são perseguidos e assassinados na América Latina, sistematicamente, todos os anos”, disse Isabela Gaia, membro do Coletivo Passarinho em declaração à Agência Efe.

O coletivo é formado por brasileiros que moram em Buenos Aires em defesa da democracia. Entre os presentes, Silvane Silva destacou que a vereadora transformou-se em um símbolo da defesa das minorias no Brasil. Ela me representa como mulher, como negra, como militante feminista ativa”, explicou Silvane. 

“Sou LGTBI e também sou representada por essa voz que hoje chegou e está muito mais forte que inclusive quando estava viva. Embora seja injusto porque a nossa alegria seria que Marielle estivesse hoje conosco”, lamentou a brasileira. As informações são do site UOL.