Deputado Marco Feliciano adere campanha em memória de Clodovi
Deputado Marco Feliciano adere campanha em memória de Clodovil (Foto: divulgação)

Não é segredo para ninguém, nem para os menos politizados que, Clodovil foi o primeiro deputado homossexual ASSUMIDO no congresso. Mas não é só isso. Clodovil sempre foi irreverente e angariou a admiração de muita gente, inclusive dos conservadores. Muitas das posições defendidas por ele, eram simétricas ao pensamento de figuras como Feliciano e Bolsonaro.

O deputado federal Marco Feliciano (Pode-SP) enunciou, nesta sexta-feira (15), que aderiu à campanha Clodovil Presente para lembrar os 10 anos da morte do deputado federal e apresentador Clodovil Hernandes, ocorrida no dia 17 de março de 2009. A homenagem foi explicitada em uma reunião dos Direitos Humanos, na câmara dos Deputados. A campanha, Clodovil presente, aparentemente, tem o intento de eternizar a imagem de Clodovil. Contudo, muitos o acusam de usar a imagem de Hernandes, por puro oportunismo.

Veja: Michelle Bolsonaro e Damares Alves estão entre as 10 mulheres mais admiradas do país


” Foi o primeiro deputado homossexual assumido aqui na Câmara (…) Clodovil foi rechaçado pelo movimento LBGT. Ele não vestia a camisa do movimento ideológico e dizia que sua vida era de foro íntimo, que não tinha orgulho em ser aquilo que era”, Revelou.

“Que o Brasil se lembre desse grande homem, o primeiro homossexual a assumir aqui na Casa e que nunca é lembrado pelo movimento LGBT. Muito prestigiado aqui nessa comissão. Clodovil mostrou que é possível ser uma pessoa de viés ideológico diferente que comunga e conversa com todas as pessoas”. Ressaltou.