A cantora Luísa Sonza
A cantora Luíza Sonza (Foto: divulgação)

Luísa Sonza, deu uma entrevista, nesta terça-feira (19), ao site Universa. Na entrevista, ela se mostrou bem política ao abordar temáticas que estão em voga: Feminismo, privilégios, lugar de fala…Tudo que está relacionado ao comportamento social. Discorreu sobre o preconceito historicamente arraigado em nós, e a importância de reconhecer os privilégios.

 “Só por nascer branco, a gente é privilegiado. Eu sempre quis falar para as outras pessoas que não entendem isso. A gente tem que reconhecer isso, mas isso não significa que nossa vida não foi difícil. Temos que reconhecer o privilegio, olhar a nossa volta, não tirar o lugar de fala dessas pessoas. Mostrar e reconhecer isso. O branco reconhecer é um grande passo, e eu reconheço o meu. É o mínimo que a gente pode fazer em relação a nossa história”, afirmou.

Veja maisA milionária Bettina: Procon notifica Empiricus e exige resposta


Série estrelada por Laverne Cox, chega ao Brasil pela Globoplay

Mais adiante, ela fala sobre empoderamento feminino. A cantora enfatiza, como o empoderamento desde cedo, é essencial para criar mulheres mais confiantes e indiferentes às bisbilhotices dos outros. Salienta ainda que, as críticas fazem parte do percurso de um artista ou de qualquer outra pessoa.

“Eu sou muito grata e feliz por ser empoderada tão cedo, porque isso faz eu focar mais em mim e não no que os outros falam de mim. Isso é normal, não é só porque eu sou famosa que eu recebo críticas. Todo mundo está sempre ilhado de pessoas que querem o mal, desejam o mal. Eu tive um ensinamento muito grande da minha mãe e avó. Foram pessoas que me mostraram esse caminho de ser mulher e ter essa força e consciência tão forte. Critica todo mundo recebe, o diferencial é saber lidar com elas”, disse a cantora.