Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: divulgação)

O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos terão autorização do Governo para uma nova medida.  Foi autorizada a liberação de uma emenda no valor de R$ 100 mil para o Centro de Cidadania LGBT. Segundo estipulado pelo Revide, a emenda seria de autoria do deputado Nilto Tatto (PT-SP).

O órgão será gerido pelo presidente da ONG Arco-Íris, Fábio de Jesus. Segundo ele, a contrapartida da Prefeitura é de R$1,1 mil e também arcará com a estrutura do centro e equipamentos. “É um dia muito especial para a população LGBT. Há anos lutamos por isso sem sucesso, mas agora este sonho se concretizará. É uma grande vitória”, comemora Jesus.

A atuação do centro terá o intento de fiscalizar e tomar medidas necessárias, perante agressões, discriminação e preconceito ao público LGBT. Outra tarefa será a fiscalização dos direitos LGBTs, que devem ser resguardados e, em caso de violação, o delito deverá ser sancionado.


Veja: Marco Feliciano homenageia Clodovil Hernandes

Guarda civil agride jovem em frente a boate LGBT em Londrina

O Locam também tem o intuito de reinserir de pessoas marginalizadas na sociedade, contando com apoio de empresas especializadas. Quem procurar o local poderá ser encaminhado para entrevistas de emprego. O intento é acolher de todas as formas e oferecer todo aparato àqueles que, muitas vezes, são hostilizados e rechaçados pela própria família.