Escola suspende aluna que respondeu grupo LGBT com versos da Bíblia nos EUA

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma escola de Ohio, nos Estados Unidos, suspendeu uma aluna do Ensino Médio, após ela colar versículos bíblicos nos armários e paredes, em resposta a um grupo LGBT, que colocou bandeiras e cartazes sobre orgulho gay.

O episódio teria ocorrido na semana passada, e a estudante, bem como sua mãe acusaram a instituição de cometer uma injustiça. Em um vídeo publicado no Facebook, Gabby Helsinger relatou como agiu. “Então, na quinta-feira, quando cheguei à escola, vi que haviam bandeiras do orgulho gay e cartazes em volta da minha escola. Senti a necessidade de escrever alguns versículos da Bíblia para que eu pudesse colocá-los em minha escola.”, declarou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA MAIS:

TODXS apresenta projetos em prol da comunidade LGBTI+ em 2019

JK Rowling confirma relacionamento sexual entre Dumbledore e Grindelwald

Entretanto, no dia seguinte, ela foi chamada na direção, onde foi comunicada da sua suspensão por “abuso, desrespeito e grosseria”. Apesar de tentar argumentar, a jovem não conseguiu reverter a punição.

O vídeo no Facebook em que Gabby explica a situação passa de 50 mil visualizações até o momento em que foi escrita esta matéria. “O Líbano [nome do colégio] celebra o mal e pune a justiça”, disparou. Procurada pelo The Blaze, a escola absteve-se em dizer que não proíbe o compartilhamento de versos bíblicos no ambiente escolar.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio