Q, a primeira assistente virtual sem gênero
Q, a primeira assistente virtual sem gênero (Foto: Reprodução)

Empresas de tecnologia se uniram para lançar a Q, primeira assistente virtual sem gênero. A novidade é uma parceria entre a agência Copenhagen Pride, a Vice Virtue e a Koalition Interactive.

A Q foi criada a partir da variação de cinco vozes não binárias, nas quais foram ajustadas a fim de se adequarem a uma gama de campos neutros em termos de gênero. “Pense em mim como Siri ou Alexa, mas que não é homem, nem mulher”, diz a assistente.

Segundo estudos, as pessoas preferem uma voz masculina quando o assunto exige autoridade, porém quando a necessidade é de ajuda, a preferência é por uma voz feminina. As empresas de tecnologia se baseiam nesses dados.


O intuito é agradar pessoas que não se identificam nem com homem, nem como mulher, assim contribuindo para um futuro de ideias, inclusões e posições diversificada em tecnologia, conforme  pretensão dos idealizadores.

Para que a assistente seja introduzida no mercado, será necessário uma parceria com alguma grande empresa de tecnologia que domine o cenário a nível mundial, como a Amazon, Apple, Google ou Microsoft.

Conheça a Q: