Funcionários LGBTs da Fintech Juno
Funcionários LGBTs da Fintech Juno (Foto: Divulgação)

A fintech Juno, empresa  de inovação e otimização de serviços financeiros, e especialista em pagamentos online, vem se destacando no cenário nacional. Não só por sua expertise, como também pelo seu posicionamento ativo em prol da diversidade.

A companhia, que chegou a ser avaliada pelo site Love Mondays como uma das melhores para se trabalhar, tem investido em ações de valorização dos seus profissionais LGBTs, chegando a criar um núcleo interno de empoderamento LGBT.

“Fazemos regulamente ações que envolvem a questão da diversidade e da liberdade individual, o que garante que e o ambiente de trabalho seja bem estimulante”, relatou Rafaele Medeiros, coordenadora de marketing da instituição.


LEIA MAIS:

Poliamor é tema da nova campanha do Burger King estrelada por trisal

Marca de brinquedos sexuais lança vibradores inspirados em emoji

Dos 99 funcionários, 22 são membros da comunidade LGBT+, sendo dois trans, afirma o CEO da fintech, Matheus Bernet. O intuito é agregar valor com ações que acabem  com o preconceito interno, assim conquistando uma diversidade dentro do ambiente de trabalho.

Para o CEO, a fórmula é bastante simples: foco no profissional e no talento. E assim, colocar na prática os valores que a startup acredita. A empresa realiza reuniões quinzenais com dez representantes dos diferentes setores da organização, com o intuito de planejar ações que valorizem seu corpo funcional.

Com informações do gay.blog.br.