O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/TV Globo)

O presidente Jair Bolsonaro, causou comoção nas redes após divulgar vídeo contendo cenas obscenas. A polêmica desencadeou, porque um presidente deveria apresentar uma postura consonante com seu cargo, ainda mais quando é um ferrenho defensor dos valores familiares. O vídeo denota um rapaz colocando um dedo no seu próprio ânus e, o fundo musical, era um funk proibidão.

Na legenda, Jair fez questão de enfatizar que, o vídeo ilustra bem o que o carnaval está virando. Muito internautas, questionaram o presidente, pois, claramente, o fato retratado no vídeo trata-se de um caso isolado. O presidente deu a entender que este fato é o retrato do carnaval, e esta atitude impulsiva polemizou mais ainda.

Veja: Jean Wyllys e Reinaldo Azevedo são os novos contratados do UOL


O Palácio do Planalto afirmou em nota enviada à imprensa que o vídeo mostra um crime, “que violenta os valores familiares e as tradições culturais do Carnaval”.

Nota de esclarecimento

A respeito de publicação realizada na conta pessoal do Presidente da República, em 5 de março, convém esclarecer que:

– No vídeo, postado pelo Sr Presidente da República em sua conta pessoal de uma rede social, há cenas que escandalizaram, não só o próprio Presidente, bem como grande parte da sociedade.

– É um crime, tipificado na legislação brasileira, que violenta os valores familiares e as tradições culturais do carnaval.

– Não houve intenção de criticar o carnaval de forma genérica, mas sim caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular.