O cantor Matheus Brant
O cantor Matheus Brant [Foto: Jorge Bispo/Divulgação]

O cantor Matheus Brant lançou na última semana, o terceiro disco “Cola Comigo”, em todas as plataformas digitais. Inspirado no pagode 90, na simplicidade das letras e na comunicação direta com o público, o álbum reúne 10 músicas (9 delas autorais) e tem direção artística de Cesar Lacerda.

O destaque fica para a faixa título e para a canção Juntos. Ambas já ganharam clipe lançados em fevereiro. O cantor é criador do bloco Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro, em 2014, conhecido no Carnaval de Belo Horizonte. Além de músico e compositor, é advogado e escritor.

LEIA MAIS:


Esposa de Marielle, Monica Benício, fala sobre investigação de assassinato e homenagem da Mangueira

Com Alexia Twister, comédia Moscas Mortas Num Copo de Conhaque estreia em São Paulo

Já no título, o músico traz o convite que combina sedução e provocação e mergulha na linguagem do pagode, renovando o gênero com reverência, mas também personalidade. No álbum, Matheus vai em busca de uma comunicação direta e com um público maior. Sem artifícios e adornos, e de cara limpa – como visto na foto de capa clicada por Jorge Bispo.

Com direção artística de César Lacerda e produção musical de Fábio Piczowski, o disco foi gravado ao vivo no Estúdio 12 Dólares em São Paulo. “Sabemos o que é mais ou menos sofisticado, ou sabemos a diferença entre versos mais simples ou mais elaborados. Mas isso não pode resultar em uma consideração positiva ou negativa sobre um gênero musical, da qualidade da obra”, reflete Matheus. “Sempre procuro enxergar beleza em todos os gêneros musicais. Como diz o poeta Paul Valery: ‘O gosto é feito de mil desgostos’”, encerra.