Avião da American Airlines (Foto: Divulgação)
Avião da American Airlines (Foto: Divulgação)

A partir de agora, os passageiros que viajarem através dos voos da
United Airlines terão a oportunidade de marcar a opção “não-binário”, nos cadastros de reservas. A novidade foi anunciada na última sexta-feira (22), e contempla aqueles que não se identificam nem como masculino, nem como feminino.

Com a implantação da medida, a companhia aérea se torna a primeira nos Estados Unidos para oferecer este campo. Agora, os clientes poderão utilizar o título “Mx.”, além de “Mr.” (Senhor) para os homens e “Ms.” (Senhora) para mulheres.

Há também a possibilidade de assinalar a sua identidade de gênero, como “não revelado” e “não especificado”, além dos tradicionais “homem” e “mulher”. A informação deve, entretanto, coincidir do que consta em seu passaporte ou documento de identidade.


“A United está determinada a liderar a indústria na inclusão LGBT. Estamos muito orgulhosos de sermos a primeira companhia aérea americana a oferecer essas opções a nossos clientes.”, afirmou o executivo da companhia, Toby Enqvist, em comunicado.

A iniciativa foi criada em parceria com as organizações The Trevor Project e Human Rights Campaign (HRC). O grupo é considerado o maior de defesa dos direitos LGBT dos EUA. A companhia também passou a orientar os seus funcionários a como tratar estes “novos” clientes.