Muçulmana e bandeira LGBT
Muçulmana e bandeira LGBT (foto: divulgação)

Pelo visto, Brunei se juntará ao time dos piores países para homossexuais. A lei da Sharia, que não desassocia o Estado e religião, deve aprovar uma sanção para homossexuais no país. Brunei é um país que fica no Sudeste asiático, cujo governo denomina-se como Monarquia islâmica.

Algumas pessoas defendem o islamismo, alegando que tudo está relacionado com a maneira que a sharia é interpretada, porém a reação dos extremistas costuma fazer estrago. Esta mesma lei de apedrejamento vigora também no Irã e Arábia Saudita.

Contudo, alguns ativistas promovem, constantemente, o boicote À estas medidas atrozes. Não desrespeitar a liberdade de crença das pessoas, mas ratificar que esta liberdade não pode legitimar tratamentos e penas cruéis, hostilizantes e degradantes ao ser humano.


O país já chegou a aderir á convenção da ONU em 2015, mas ainda não ratificou. Aprovar leis severas como esta, é violar a convenção das nações unidas que, assevera ser contra a tortura.