Daniela Mercury no encerramento do carnaval de São Paulo
Daniela Mercury no encerramento do carnaval de São Paulo (Foto: Thiago Duran/AGNews)

Daniela Mercury comandou a sua tradicional “Pipoca da Rainha”, que fecha o carnaval de São Paulo, neste domingo (10). A baiana cantou os seus maiores sucessos durante as seis horas que arrastou a multidão de 800 mil pessoas.

O bloco seguiu da Consolação até a Praça Rossevelt. Um dos momentos mais marcantes foi a   alfinetada feita pela cantora ao presidente Jair Bolsonaro. Ele a acusou recentemente de se beneficiar com a Lei Roaunet.

LEIA MAIS:


Youtuber gay acusa policiais militares de cometerem ataque homofóbico durante Bloco com Claudia Leitte em SP

Ivete Sangalo presta homenagem à mãe falecida: “Me fortaleceu como mulher”

Ao cantar o seu single mais recente Proibido o carnaval, ela deu força ao ouvir gritos de “Ele Não”, em claro protesto ao chefe de estado. A presença de cores da bandeira do orgulho LGBT e acessórios que celebram a cultura negra presentes nas pessoas que foram conferir o trio.

Nem a chuva, afastou o público que dançou até por volta das 20h. “São Paulo é o maior carnaval do Brasil. São mais de 500 blocos. Fiquei muito honrada em encerrar mais um ano o carnaval aqui”, declarou ela em entrevista à GloboNews.