Ativista LGBTI+ sobre Nego do Borel: ‘Ele não é um monstro’
Ativista LGBTI+ sobre Nego do Borel: ‘Ele não é um monstro’

Após o burburinho, que dividiu opiniões sobre Nego Borel, o cantor retorna à São Paulo. O encontro foi com o ativista, Agripino Magalhães. Os dois se encontraram em uma casa noturna na cidade. O militante, em seus comentários, chegou a tecer elogios sobre o cantor.

“Desde o dia que aconteceu nosso primeiro encontro no Largo do Arouche. Senti no meu coração que o Nego é um ser incrível. A População LGBTI+ viu que, depois de um mês daquele fato, o Nego do Borel não aquele ‘monstro’ que muitos estavam atacando. Percebo que muitos irmãos LGBTI+ mudaram de opinião quando Nego teve interesse em conhecer a realidade que tem o nosso público. O Nego do Borel errou, pediu desculpa. E, diante de todo fato, teve a humildade de se aprofundar na realidade LGBTI+”.

 Veja: Whindersson Nunes comenta “volume” em fantasia de Carlinhos Maia


Biografia de Anitta detalha briga com Simaria, da dupla com Simone

A polêmica envolvendo Nego do Borel desencadeou, quando o funkeiro foi elogiado pela travesti Luisa Marilac e respondeu dizendo que “ela era homem”. A repercussão foi tão grande e negativa, que o cantor precisou cancelar a gravação do seu DVD. O cancelamento ocorreu, pois algumas artistas decidiram abandonar a gravação depois do comentário.