Bettina
Bettina (Foto: reprodução)

Todo mundo já deve ter se deparado com a garota Bettina antecedendo os vídeos do Youtube. O fato é que a garota ganhou tanta notoriedade que, a propaganda passou a gerar controvérsia. Os adeptos da narrativa que afirma que, meritocracia é falácia, ratificaram o quanto a propaganda é quimérica. Para eles, Bettina é fruto de um pai rico e investidor.

O fato é que a história difundiu negativamente, e autoridades competentes resolveram intervir. O Procon/SP notificou a empresa Empiricus sobre o anúncio que conta a história da moça, uma jovem de 22 anos que supostamente teria juntado um patrimônio de mais de 1 milhão de reais no período de três anos.

Veja mais: Bolsonaro dispara:”não tenho nada contra homossexual, mas quero minha casa em ordem”


1º Encontro Gramado LGBT 2019 vai ser realizado em junho

O pedido, protocolado nesta terça-feira 19, exige que a empresa declare “a evolução financeira da atriz/depoente”. A Empiricus tem 48 horas para responder a notificação.

Contudo, vale frisar que, a propaganda é  tida como enganosa, no Direito, quando ela apresenta uma capacidade parcial ou total de passar uma ideia errada em relação à realidade para as pessoas. A Empiricus, uma empresa de análise com conteúdo financeiro, já esteve envolvida em outras polêmicas, devido ao Marketing utilizado.