A atriz Julia Katharine
A atriz Julia Katharine (Foto: Divulgação/Blog do Arcanjo)

Exibido em vários festivais ao redor do mundo, entre eles Cinéma du Reel, Festival de Tiradentes, Indie Lisboa e Festival de Brasília, “LEMBRO MAIS DOS CORVOS”, de Gustavo Vinagre, com Julia Katharine, estreia dia 21 de fevereiro em todo Brasil, através do projeto Sessão Vitrine Petrobras. Depois do filme, em todas as sessões, será exibido o curta-metragem “TEA FOR TWO” dirigido por Julia Katharine, e estrelado por Gilda Nomacce, o que faz dele o primeiro filme dirigido por uma mulher trans que estreia em circuito comercial no Brasil.

Leia: Premiada e transexual, atriz Julia Katharine estreia duplamente no cinema

O longa, produção da Carneiro Verde Filmes, é um monólogo de uma personagem em uma noite de insônia que mistura documentário, ficção e improviso. O diretor e a atriz se se conhecem há dez anos e já fizeram três curtas-metragens juntos (“Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos”, “Filme-catástrofe” e o inédito “Medo medo medo”). Julia é coroterista do filme, ao lado de Gustavo.


LEMBRO MAIS DOS CORVOS é baseado em histórias da própria atriz e coisas que o diretor imaginava sobre sua vida. “Tem a ‘parte mágica’, que só acontece ali, naquele momento com a câmera ligada. O tempo cômico da Julia é algo que sempre me impressionou muito, e que eu ainda quero explorar numa comédia escrachada num futuro próximo”, explica Vinagre.

Veja cena exclusiva de Lembro mais dos Corvos obtida pelo Observatório G:

– Ele me deu muita liberdade, em momento nenhum sentamos para escrever diálogos. Parecia que eu estava fazendo terapia, porque ficou eu e uma equipe muita pequena a noite toda juntos. Uma noite e sem segundo take – conta Julia Katharine, a primeira atriz trans a ganhar um prêmio em Tiradentes, o prêmio Helena Ignez, dedicado a um destaque feminino da programação.

Leia: Jogador de futebol, Igor Julião critica a homofobia no esporte

Já o curta-metragem, “TEA FOR TWO”, narra a história de um triângulo amoroso, e é o primeiro filme dirigido por Julia Katharine. Cinéfila apaixonada e atriz, Julia escolheu a comédia dramática, para seu primeiro exercício como diretora.

A protagonista do filme é Silvia (Gilda Nomacce), uma cineasta de meia idade que teve um grande filme de sucesso no passado, vive seus dias entre discos, livros e um certo ressentimento – por jamais ter conseguido obter o mesmo sucesso com outro projeto, e também por ter sido deixada por sua ex-mulher, a atriz Isabel (Amanda Lyra). No mesmo dia em que Isabel surpreende Silvia com uma declaração de amor e um pedido de retomada do relacionamento, Silvia conhece a terceira ponta do triângulo: sua vizinha e mulher trans Isabela (interpretada pela própria Julia Katharine).

Intenção da diretora

A intenção da diretora é apresentar a personagem da mulher transexual sem a exotização e objetificação com as quais ela costuma ser apresentada na tela, integrando-a a um mote dramatúrgico já tão conhecido e retrabalhado do gênero. “Minha intenção é fazer filmes sobre relações humanas onde a mulher transexual seja vista como é, uma mulher.”, diz Julia Katharine.

Lista de festivais e prêmios

. Prêmio Joris Ivens Melhor Filme – 40th Cinéma du Reel
. Prêmio do júri jovem de Melhor Filme – 40th Cinéma du Reel
. Prêmio Helena Ignez para destaque feminino – 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes – Mostra Aurora Competitiva
. Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa – 15º IndieLisboa
. Prémio Especial do Júri canais TVCine & Series – 15º IndieLisboa
. Art of the Real Linconl Center NY – 2018
. 29º FIDMarseille
. Open City Documentary Festival in London, 2018
. Viennale 2018
. FilmFest Hamburg 2018
. 25º Festival Mix Brasil
. 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
. Brussels Pink Screens Film Festival 2018
. International Human Rights Documentary Film Festival Inconvenient Films – Lithuanian 2018

FICHA TÉCNICA

Atriz: Julia Katharine
direção: Gustavo Vinagre
Roteiro: Gustavo Vinagre e Julia Katharine
Produção Executiva: Rodrigo Carneiro e Gustavo Vinagre
Produção: Rodrigo Carneiro
Ano: 2018
Duração: 82 min.
Classificação: 14 anos

SOBRE O DIRETOR

Gustavo Vinagre graduou-se em Letras pela USP. É formado em roteiro pela Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de los Baños, Cuba. Dirigiu os filmes: Dykeland (2009), parte do longa Fucking Differente – 60º Festival Internacional de Berlim – , Filme para Poeta Cego (2012), – 42º Festival Internacional de Cinema de Rotterdam, La Llamada (2014), – prêmio de melhor curta-metragem nacional pelo júri da crítica no 42º Festival de Cinema de Gramado- , Nova Dubai (2014), – 44ºFestival Internacional de Cinema de Rotterdam – , Os cuidados que se tem com o cuidado que os outros devem ter consigo mesmos (2016), – 49º Festival de Brasília – e Filme Catástrofe (2017) – 28º Festival Internacional de Curtas de São Paulo.

SOBRE A PRODUTORA

A Carneiro Verde filmes é uma produtora fundada em 2014 pelos amigos e sócios Rodrigo Carneiro e Gustavo Vinagre. Além de ter produzido três curtas-metragens, “Microsieverts”, “Marília” e “Copyleft”, em 2018 a produtora lançou seu primeiro longa-metragem “Lembro mais dos corvos”, que recebeu o prêmio de Melhor Filme no Cinéma du Réel e no Indie Lisboa e tem sido exibido em importantes festivais. Em 2019 a produtora está lançando seu segundo longa “A rosa azul de Novalis”, já selecionado para a Mostra de Tiradentes, Berlinale e Cinéma du Réel.

Sinopse TEA FOR TWO:

Silvia é uma cineasta de meia idade em crise com sua vida. Na mesma noite em que é surpreendida pela visita da ex-esposa, que a largou há alguns anos, conhece uma outra mulher que a fascina.

FICHA TÉCNICA

Direção e Roteiro: Julia Katharine
Elenco: Gilda Nomacce, Amanda Lyra, Julia Katharine, Carlos Eduardo Valente e Lui Seixas
Producão: Lara Lima e Laila Pas
Empresa Produtora: Lira Cinematográfica
Produção Associada: Filmes sem sapato
Ano: 2018
Duração: 25 min

Festivais:
18ª Goiânia Mostra Curtas (out/2018)
10ª Semana de Cinema (nov/2018)
26º Festival Mix Brasil (nov/2018)
6º Recifest (nov/2018)
22ª Mostra de Cinema de Tiradentes (jan/2019

SOBRE A SESSÃO VITRINE PETROBRAS

Cada filme da SESSÃO VITRINE PETROBRAS terá pelo menos uma sessão diária com horário fixo, nos mesmos cinemas de mais de 20 cidades. Os filmes ficarão em cartaz por no mínimo duas semanas em cada cidade. A intenção é que uma programação mensal e um horário fixo tornem-se um referencial e criem um público cativo.

A SESSÃO VITRINE PETROBRAS acontece nas seguintes cidades: Rio Branco (Cine Teatro Recreio), Maceió (Cine Arte Pajuçara), Fortaleza (Cinema do Dragão), Brasília (Cine Brasília e Espaço Itaú de Cinema Brasília), Vitória (Sesc Gloria), Goiânia (Cine Cultura Goiânia e Lumiere Bouganville 5), São Luís (Cine Lume), João Pessoa (Cine Bangue), Recife (Cine São Luíz, FUNDAJ Cinema do Museu), Teresina (Cine Teresina), Curitiba (Cineplex Batel e Cinemateca de Curitiba), Niterói (Cine Arte UFF), Rio de Janeiro (Espaço Itaú de Cinema Botafogo e Estação Net Rio), Manaus (Casarão de Ideias), Aracaju (Cine Vitória), São Paulo (Espaço Itaú de Cinema Augusta, Cinesystem Morumbi Town e CineArte), Palmas (Cine Cultura Palmas), Porto Alegre (Cine Bancários), Salvador (Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha), Belo Horizonte (Cine Belas Artes, Cine 104), Santos (Cinespaço Miramar), Belém (Cine Líbero Luxardo) entre outras.

Serviço Sessão Vitrine Petrobras:

Os ingressos são vendidos a preço reduzido, através da bilheteria ou “Cartão Fidelidade SESSÃO VITRINE PETROBRAS”, que pode ser adquirido no site do projeto.
Valor máximo do ingresso: R$ 12(inteira) / R$ 6 (meia) – variando de acordo com a cidade.