O jogador Felipe Bastos
O jogador Felipe Bastos (Foto: Divulgação/Vasco)

O Vasco repudiou a atitude do seu jogador Felipe Bastos durante a vitória sobre o Fluminense na Taça Guanabara. O atleta surpreendeu ao divulgar um vídeo comemorando a vitória no qual faz xingamentos homofóbicos contra a torcida adversária.

Nas imagens, ele aparece ainda no gramado do Maracanã onde aconteceu a final provocando o rival. Durante a partida, o público vascaíno também entoou o mesmo cântico preconceituoso contra o Tricolor, por diversas vezes.

Nas redes sociais, o time do Rio de Janeiro pediu desculpas pelas palavras do integrante do seu elenco. “A inclusão está no DNA do Vasco da Gama desde a sua origem. O Vasco é o clube da Resposta Histórica de 1924, a instituição que abriu as portas do futebol para os negros e oriundos das classes sociais mais baixas.”, diz o comunicado.


“A luta por uma sociedade mais justa e diversa é um valor que buscamos a cada dia de forma intransigente. Portanto, qualquer manifestação preconceituosa ou ato que configure violação de direitos serão sempre combatidos e jamais encontrarão eco no Clube. O Vasco da Gama repudia veementemente todo e qualquer tipo de preconceito. Seja ele de ordem racial, social ou relacionado à orientação sexual. O Vasco é a casa de todos.”, concluiu.

LEIA MAIS:

Time de futebol adota camisas nas cores do arco-íris como uniforme oficial

Salvador ganha 1º time de futebol gay; Conheça o Dendê Futebol Club

Felipe Bastos pede desculpas

Bastos também se pronunciou em um vídeo no qual pede desculpas em suas redes sociais. “Gostaria de pedir desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas por aquele vídeo que está viralizando na internet. Pedir desculpas à instituição Fluminense também, deixar bem claro que não tenho nada contra classe nenhuma. Gostaria também de pedir desculpas a todas essas pessoas que se sentiram ofendidas. Fui criado num futebol onde podia brincar, com alegria, mas foi um momento em que extravasei e atrapalhei um pouquinho. Peço desculpas a todos, espero que entendam e parem de ameaçar minha esposa, meus filhos, eles não têm nada a ver com isso.”, pediu.

Fluminense se pronuncia

Em dois posts, o Fluminense também repudiou a atitude do jogador. “Sexualidade é diversidade. A intolerância não pode ter mais espaço na nossa sociedade. O Fluminense é um #TimeDeTodos, como todo clube deveria ser. E lamenta que alguns ainda deem lugar para o preconceito”, publicou o tricolor.