travesti baleada
Hospital de Urgências de Teresina (HUT) (Foto: Divulgação/Hospital)

No último fim de semana, uma travesti foi baleada no rosto em Teresina, no Piauí. A vítima foi identificada como Mikaela, de 23 anos. Ela chegou a ser internada em estado grave no Hospital de Urgências de Teresina (HUT).

De acordo com o G1, a vítima foi encontrada por uma equipe de bombeiros, por volta de 23h do sábado (2). O Hospital informou que Mikaela foi atingida por uma arma de fogo na altura do olho esquerdo. Ela estava internada, em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Leia mais:


GNT produz série documental sobre usuários da PrEP

“Salvador e Rio são muito LGBTfóbicas”, afirma suplente de Jean Wyllys

Até então, o autor do crime não foi identificado. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Direitos Humanos. O Grupo Piauiense de Transexuais e Travestis (GPTrans) informou que este é o primeiro caso de violência contra transexuais e travestis cometido em 2019 no estado.

Em 2018, o Piauí caiu para a 19ª posição nacional na escala de estados onde mais pessoas são assassinadas por homofobia. Em 2013, o estado do Nordeste registrou o número recorde do país, de acordo com o Mapa dos Assassinatos de Travestis e Transexuais no Brasil em 2017.