Suspeito é preso por assassinato de sua namorada, uma travesti de 36 anos, em Piracicaba (SP)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma travesti identificada como Melissa, de 36 anos, foi assassinada por espancamento na madrugada da segunda-feira (4). O crime aconteceu na Vila Fátima, em Piracicaba, São Paulo. De acordo com o G1, o suspeito do crime foi preso pela Polícia Militar dentro da casa de um parente, para onde supostamente fugiu.

O homem de 26 anos confessou o crime e alegou ciúmes, pois a vítima o teria traído. O corpo da travesti foi encontrado com ferimentos na cabeça. A Polícia Militar apreendeu, ainda, um pedaço de madeira, ainda com manchas de sangue, que teria sido usado no crime.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também:

Deputado “ex-gay” protocola projeto para Bíblia Sagrada se tornar patrimônio nacional

Travesti é baleada no rosto na área central de Teresina (PI)

Além disso, a PM informou que o suspeito é acusado de outro homicídio. O Jornal de Piracicaba informou que ele teria assassinado a própria tia, com quem também manteve um relacionamento amoroso. Na época, tinha 20 anos de idade e ficou sete anos detido.

Na terça-feira (5), o homem foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba (SP). Ele passou por audiência de custódia, que manteve a prisão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio