travesti é morta a pauladas
Polícia Militar apreendeu o pedaço de madeira que teria sido usado no crime (Foto: Reprodução)

Uma travesti identificada como Melissa, de 36 anos, foi assassinada por espancamento na madrugada da segunda-feira (4). O crime aconteceu na Vila Fátima, em Piracicaba, São Paulo. De acordo com o G1, o suspeito do crime foi preso pela Polícia Militar dentro da casa de um parente, para onde supostamente fugiu.

O homem de 26 anos confessou o crime e alegou ciúmes, pois a vítima o teria traído. O corpo da travesti foi encontrado com ferimentos na cabeça. A Polícia Militar apreendeu, ainda, um pedaço de madeira, ainda com manchas de sangue, que teria sido usado no crime.

Leia também:


Deputado “ex-gay” protocola projeto para Bíblia Sagrada se tornar patrimônio nacional

Travesti é baleada no rosto na área central de Teresina (PI)

Além disso, a PM informou que o suspeito é acusado de outro homicídio. O Jornal de Piracicaba informou que ele teria assassinado a própria tia, com quem também manteve um relacionamento amoroso. Na época, tinha 20 anos de idade e ficou sete anos detido.

Na terça-feira (5), o homem foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba (SP). Ele passou por audiência de custódia, que manteve a prisão.