O republicano da Vírginia (EUA) Eric Porterfield
O republicano da Vírginia (EUA) Eric Porterfield (Foto: Divulgação)

O republicano da Virgínia Ocidental, Eric Porterfield comparou os membros da comunidade LGBT com o grupo Ku Klux Klan. A declaração foi feita em entrevista ao jornal jornal West Virginia, na sexta-feira (08).

“O LGBTQ é uma versão moderna da Ku Klux Klan, sem usar capuzes com suas palhaçadas de ódio.”, afirmou ela comparando com o movimento terrorista. Portfield fez a comparação ao falar sobre a indignação provocada pelos comentários que fez na quarta-feira (06) na Câmara de Delegados da Virgínia Ocidental.

Durante uma reunião do comitê sobre uma emenda que teria permitido a discriminação anti-LGBT em regiões da Virgínia Ocidental que explicitamente a proibiu, ele disse: “É verdade que não aprovar esta emenda seria discriminar pessoas que têm condenações religiosas, ou quem não quer administrar seus negócios da maneira como uma agenda socialista de esquerda quer que administremos.”


LEIA MAIS:

Líder conservador australiano volta a comparar casamento gay a zoofilia

David Miranda fala sobre Jean Wyllys, selfie com Beyoncé e ídolos LGBTs, no Põe na Roda

O legislador republicano, eleito em novembro, afirmou que as leis antidiscriminação eram contra a Primeira Emenda. Ele então chamou os ativistas LGBT + de “o grupo mais socialista do país”.

“Eles não protegem gays. Há muitos gays que eles perseguem se não se alinharem com sua ideologia social”, afirmou.

Porterfield lamentou as atitudes dos ativistas LGBT + em relação ao agitador britânico de extrema direita Milo Yiannopoulos e sua “Dangerous Fagot Tour”, que Porterfield nomeou na Casa dos Delegados, causando reações adversas.