Rami Malek vence o Oscar de
Rami Malek vence o Oscar de "Melhor Ator" pela interpretação de Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody (Foto: Reprodução/Twitter)

O discurso de Rami Malek ao vencer como “Melhor Ator” na cerimônia do Oscar, que aconteceu neste domingo (24), causou repercussão não só pela vitória. O intérprete de Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody foi alvo de críticas no Twitter ao afirmar que o líder do Queen era “gay”, sendo bissexual, na verdade.

“Fizemos um filme sobre um homem gay e imigrante que viveu sua vida sem pedir desculpas. E seu sucesso é a prova que as pessoas querem ver isso. Sou filho de imigrantes do Egito, de primeira geração. Parte da minha história está sendo escrita agora. E não poderia ser mais grato a todos que acreditaram em mim”, disse na sua fala amplamente aplaudida pelos presentes.

Entretanto, muitos internautas viram no discurso de Malek uma tentativa de invisibilizar a sexualidade do líder do Queen. “O rami malek realmente falou q o freddie era gay e não bi no discurso do Oscar?”, questionou uma.


LEIA MAIS:

Green Book: Oscar elege filme sobre pianista negro e gay como “Melhor Filme”

Lady Gaga e Bradley Cooper apresentam Shallow e música leva melhor “Canção Original” no Oscar

“Até o Rami Malek fala que Freddy Mercury era gay e não BISSEXUAL. Sempre invisibilizados né chuchus, nada de novo sob o sol”, indagou outra. “Ta doendo fisicamente ver geral repassando esse discurso do rami malek falando que o mercury era gay”, manifestou um terceiro.

Acredita-se que Freddie Mercury tenha sido bissexual porque além dos seus relacionamentos homossexuais, o cantor também viveu um romance com Mary Austin, que inclusive é retratado no filme.