Família homoafetiva
Família homoafetiva (Foto: Reprodução/Internet)

Dois projetos de lei do Tennensse (EUA) podem permitir que agências de adoção recusem casais homoafetivos. Isso ocorrepor motivos religiosos. As propostas foram apresentadas na Assembléia Geral do Estado.

O senador republicano Joey Hensley e o representante John Ragan pedem a permissão para que as instituições possam negar casais homossexuais. Isso caso entrem em conflito com as “crenças religiosas sinceras” da empresa. As informações são do The Tennessean.

LEIA MAIS:


Pesquisa revela que pais gays costumam ser ótimos na criação dos filhos

SineBahia Móvel atende público LGBT e oferece diversos serviços, em Salvador (BA)

Já o outro texto, apresentado pelo republicano Tim Rudd, propõe permitir que agências de fomento também rejeitem casais do mesmo sexo. Assim como o anterior, levando em conta suas convicções religiosas.

A introdução das leis acontece após o governo Trump aprovar o pedido do governador republicano da Carolina do Sul, Henry McMaster,  para permitir que  agências de fomento religiosas no estado rejeitassem pessoas LGBT +.