bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

Legisladores republicanos do Kansas apresentaram um projeto de lei que propõe proibir casamentos LGBTs. Além disso, o texto quer banir proteções contra discriminação, leis de acomodação pública e qualquer outro avanço da comunidade.

A medida também apóia a terapia de conversão sexual, a “cura gay”. House Bill 2320 alega que todas as pessoas queer fazem parte de uma religião secreta chamada “humanismo secular”. A “doutrina” usa uma bandeira do arco-íris como uma cruz e acredita que as pessoas nascem “homossexuais”, “no corpo errado”.

Os legisladores esperam que ao chamar os direitos queer uma religião, eles possam usar a Primeira Emenda da Constituição dos EUA que proíbe o estabelecimento pelo governo de uma religião aprovada pelo estado para negar completamente os direitos queer.


LEIA MAIS:

Taiwan pode ser primeiro país asiático a legalizar casamentos homoafetivos

EUA lançam plano para descriminalizar homossexualidade no mundo

O projeto diz ainda que LGBTs querem usar o governo para “oprimir e marginalizar qualquer um que discorde de suas crenças”. Para doutrinar as crianças com os livros da biblioteca

O projeto de lei chama a orientação sexual de “mitologia, dogma, doutrina ou ideologia” e proíbe qualquer “política que respeite, tolere, ratifique ou afirme homossexual, transgênero, zoofilia, objetofilia, poligamia, ortodoxia e orientação sexual como se as doutrinas fossem plausíveis, ou decente e não um estratagema político ou um jogo de poder imperialista ”.